Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Seminário discute inovações e tecnologias para impulsionar desenvolvimento econômico no RS

Publicação:

O Seminário de Inovação, Ciência e Tecnologia acontece nos dias 12 e 13 de junho
O Seminário de Inovação, Ciência e Tecnologia acontece nos dias 12 e 13 de junho - Foto: Dani Barcellos/Palácio Piratini

Discutir inovações, novas estratégias tecnológicas para alcançar o desenvolvimento econômico e trocar experiências são algumas das metas do Seminário de Inovação, Ciência e Tecnologia - Estratégias nacionais e internacionais de inovação que foi aberto nesta terça-feira (12), em Porto Alegre. O evento é promovido pela Secretaria do Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia (Sdect), em parceria com o Banco Mundial (Bird).

O evento segue até quarta-feira (13), no Teatro do prédio 40 da PUCRS, abordando temas centrais do desenvolvimento econômico, como: sustentabilidade de ambientes de inovação; novos formatos de captação de recursos; e novos ecossistemas de inovação. Além disso, a SDECT apresenta os resultados dos programas desenvolvidos no Rio Grande do Sul com recursos do Bird.

Atualmente a secretaria apoia 31 Arranjos Produtivos Locais (APLs), 11 Núcleos de Extensão Produtivo; 47 projetos em parques; 160 projetos desenvolvidos em Polos Tecnológicos e 31 projetos de Incubadoras Tecnológicas. Em sete anos, o governo do Estado aportou mais de R$ 100 milhões em projetos no Estado.

Governador agradeceu a parceria do Banco Mundial com o governo do Estado, que permite investir em diversas áreas e avançar no desenvolvimento do Rio Grande do Sul. “É cada vez mais urgente investir em inovação e compartilhar experiências. Transformar esse seminário em ações práticas que melhorem a vida das pessoas é um desafio de todos nós”, afirmou o governador.

Sartori enfatizou a necessidade que os talentos da comunidade criem raízes e construam um novo futuro de oportunidades aqui no Rio Grande do Sul. “Nossas 23 universidades, 15 parques e 17 polos tecnológicos contribuem muito para que o Rio Grande seja referência e esteja na rota de empresas. Mas nada se faz sozinho. Assim como o poder público, é preciso que as pessoas, as empresas, as academias, também olhem para essa direção. Assim podemos fazer um estado melhor.

Avaliando os projetos

Segundo o secretário da Sdect, Evandro Fontana, muitos projetos que são desenvolvidos pelo governo do Estado são financiados pelo Banco Mundial, e este evento é uma maneira de apresentar essas ações e fazer uma avaliação geral de como estão andando. “São todos projetos que recebem benefícios e incentivos do governo do Estado, por meio de editais, e que ajudam a fomentar o desenvolvimento do Rio Grande do Sul”, afirmou. Ele também destacou que o Rio Grande do Sul, nos anos de 2016 e 2017, foi o segundo estado brasileiro no ranking de competitividade, no quesito inovação.

O evento recebe representantes de universidades que integram os projetos, coordenadores de projetos, representantes de arranjos produtivos, alunos, professores e interessados no assunto inovação. Fontana destacou que o seminário vai receber especialistas do Reino Unido, Espanha, Chile, Colômbia, Argentina e Brasil para debater a inovação, a ciência e a tecnologia.

“Temos uma expectativa muito positiva de extrair deles o máximo possível para que o Rio Grande do Sul sempre olhe para o futuro e olhe com essa visão de que o Estado tem uma capacidade empreendedora muito grande”, enfatizou o secretário da Sdect.

O especialista em Desenvolvimento do Setor Privado do Banco Mundial, Cristian Quijada Torres, disse que espera que o público aproveite o que está programado e afirmou que está também é uma forma de apresentar a sociedade o que foi implementado no Estado com essa parceria. Também citou como uma grande aprendizado a troca de experiências que será possível com especialistas vindos de outros países. “É o momento de identificar novas ideias para o estado. Ver o que pode ser feito nos próximos anos aqui no Rio Grande do Sul”, garantiu.

Após a abertura do seminário, o secretário Fontana palestrou com o tema “RS Cenários e Oportunidades”.

Estiveram presentes o secretário de Obras, Saneamento e Habitação, Rogério Salazar; o reitor da PUCRS em exercício, Jaders Costa da Costa; e o diretor-presidente da Procergs, Antonio Gomes.

Texto: Cassiane Osório
Edição: Léa Aragón/ Secom

Secretaria do Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia